Bailarino Marcelo Mourão faz doação de novas peças sobre sua trajetória ao Museu do Teatro Amazonas

Foto: Michael Dantas/SEC

Entre os itens do acervo pessoal de Marcelo estão figurinos, fotos e quadros significativos para a carreira do artista

 

 

Karla Mendes

O bailarino internacional Marcelo Mourão Gomes doou novos itens de seu acervo pessoal para a exposição sobre sua trajetória, que fica no Museu do Teatro Amazonas. A cerimônia de entrega aconteceu na noite de quarta-feira (16/05), no hall do Teatro.

Ao todo, foram doados seis novos itens: dois figurinos utilizados em apresentações de “O Corsário” e “Sonhos de uma noite de Verão”; duas placas do último espetáculo realizado por Marcelo no Teatro Amazonas; e dois quadros com fotos significativas para a carreira do bailarino.

“Os figurinos têm um significado totalmente especial e a oportunidade dessas peças terem seu lar, que é aqui no Teatro Amazonas, me transmite uma calma e uma paz de saber que eles vão me representar para a posteridade”, comenta. “Também trouxe um quadro com fotos da minha primeira apresentação em ‘Romeu e Julieta’, com Paloma Herrera, no American Ballet Theatre, quando eu estava com 18 anos e tinha acabado de entrar na companhia. O outro quadro é de fotos minhas com bailarinos internacionalmente conhecidos. A oportunidade de estar entre eles e atingir um nível tão alto como o deles me deixa muito feliz, por isso trouxe para cá”.

Foto: Michael Dantas/SEC

 

O secretário de Cultura, Denilson Novo, considera a doação dos itens um presente do artista para a cultura do Estado. “Ficamos muito felizes por um artista amazonense, que tem uma atuação e um nome consagrado no cenário internacional, enxergar a importância do Teatro Amazonas para a cultura do nosso Estado. Ele sabe que o papel que exerce como um artista bem sucedido pode inspirar outros amazonenses com um pouco de sua história e vivência”.

Além de visitar a família, Marcelo estará em Manaus até o próximo domingo (19/05), gravando o documentário “Histórias de Balé”, de Charles Evans Jr.

Sobre retornar a Manaus, Marcelo afirma que se sente emocionado. “Vir a Manaus tem um significado muito grande não só como artista, mas também como ser humano. Quando estou aqui gosto tanto que sinto os dias passarem muito rápido. Gostaria de voltar muitas vezes não só para visitar minha família, mas quem sabe, me apresentar”, destaca. “Eu como filho da terra, tenho um orgulho muito grande. Me sinto sempre muito energizado quando entro aqui nesse Teatro. A emoção de pisar no palco é muito grande, sinto que tem uma parte de mim aqui, não só espiritualmente, mas também fisicamente”.

Visitação

Para conferir a exposição sobre Marcelo, basta visitar o Teatro Amazonas, localizado na Avenida Eduardo Ribeiro, 659, Centro. O local está aberto para visitação de terça a sábado, das 9h às 17h, e aos  domingos e segundas, de 9h até 14h.