PSJP

Histórico

O Parque Senador Jefferson Péres é um espaço público, com 53.421m², edificado em área de antiga invasão de palafitas que interferiam nos igarapés de Manaus e Bittencourt, dois tradicionais pontos urbanos da cidade de Manaus.

Objetivando a recuperação do ambiente, o Parque possibilita aos seus visitantes conhecer sobre um pouco da história política, social e paisagística da capital amazonense, especialmente do período da economia da borracha, a partir da forma como foi estruturado – a vegetação, o traçado, a arquitetura, a simetria, a simbologia, enfim, de todo um clima que marcou aquele período histórico.

Além de local onde é possível observar diversas espécies da flora amazônica, o Parque também é refúgio da população, oferecendo, com alto nível de qualidade, as mais diversas atividades culturais.

Programação Artística

Sábados e Domingos, com base na Agenda Cultural do mês.


Fotos: Airton Amorim/Carla Lima/ Expedito Neto/ Hillary Carvalho

Roteiro de Visitação

Imagem de Amostra do You Tube

ESPELHOS D’ÁGUA: 2 Piscinas laterais com 12 jatos d’água cada.

PORTAL (PÓRTICO) : Marco transparente, feito de ferro, é encabeçado por renda metálica com desenho semelhante ao do gazebo do Mercado Municipal Adolpho Lisboa, recuperando e valorizando traços decorativos reconhecidos pela grande massa da população de Manaus. O piso repete o modelo do adorno do Largo de São Sebastião, registrando o encontro das águas dos rios Negro e Solimões.

PRAÇA DO AVIÃO: Está no Parque em homenagem ao mecânico e motorista Silvino Santos, que em meados de 1928, ainda no governo de Ephigênio Salles, construiu, nos fundos do Palácio Rio Negro, um hidroavião, a partir de um modelo em papelão e que, posteriormente, foi montado com chapas metálicas, lonas e madeira. Foi batizado de Amazonas-Brasil e não chegou a levantar voo.

PRAÇA DA FONTE DOS LEÕES ALADOS: A fonte dos leões alados está inserida no Parque em lembrança à fonte dos leões que foi instalada ao lado do jardim da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, pelo prefeito e médico Jorge de Moraes, em meados do ano de 1910. A fonte recria o modelo da fonte original, tendo em sua parte superior uma mulher/deusa, com um globo iluminado na mão direita, dentro de uma fonte de água. A fonte do Parque é cercada por piscinas denominadas “vitórias-régias”, ornamentadas por cercas vivas de flores de ixóreas.

PRAÇA DA CHARRETE: Está no Parque para recriar o antigo meio de transporte utilizado pela população manauara, que foi a “charrete”. Esta praça atualmente é ponto de encontro para os visitantes que procuram os serviços de orientação de atividades físicas do Parque – um professor de Educação Física supervisiona e acompanha a prática de exercícios, de segunda a sexta, no horário de 17h às 21h, e nas terças e quintas há também uma “Aula de Dança” na área externa do Portal. (Para mais informações, procurar a Administração do Parque).

PRAÇA DO BONDE: Sua inserção no Parque busca rememorar o bonde elétrico, que foi o transporte urbano característico do período da Belle Époque em Manaus, em meados do governo de Eduardo Ribeiro, em 1896. Na área interna do Palácio Rio Negro, sede do governo do Estado, ficava instalado um bonde especial, que era chamado de ‘’Bonde do Governador’’. Manaus foi a terceira cidade do Brasil a inaugurar os serviços de bondes elétricos, até a sua extinção em 1957.

PLAY GROUND “CASINHA” Para crianças de 0 a 5 anos

PLAY GROUND “AVENTURA” Para crianças de 5 a 10 anos

CORREDORES PERFUMADOS: Os corredores perfumados se constituem de túneis de ferro, espalhados em alguns pontos do Parque e possuem este nome em razão de serem cercados por galhos de “Jasmim Caramanchão”, que exalam a fragrância de suas flores por todo o local.

ORQUIDÁRIO: As visitas ao orquidário contam com o acompanhamento de estagiários de Ciências Biológicas, que explicam algumas informações sobre as 45 espécies de Orquídeas e Bromélias existentes no local. O espaço funciona de QUARTA à DOMINGO, de 17:00h às 21:00h.

MASTRO: Próximo ao Portal de entrada do Parque está localizado um mastro. Com 60 metros de altura, o mastro é ponto de hasteamento da Bandeira do Estado do Amazonas, que mede 12,55m X 17,25m.

MONUMENTO A JEFFERSON PÉRES: Este monumento foi inaugurado em 19 de Março de 2013, na vigência do governo de Omar Aziz e, assim como o nome dado a este Parque, homenageia o Senador Jefferson Péres (1932-2008). Nascido em Manaus, professor, escritor e intelectual de robusta formação humanista, parlamentar brilhante, homem prono e manauara amantíssimo, em sua geração Jefferson Péres foi destacado no Senado pela imprensa e pelos cidadãos brasileiros como símbolo máximo da luta pela preservação da ética na política e deixou aos seus concidadãos o legado inestimável do enaltecimento de sua terra natal perante o país e o orgulho que sua exemplar representação infundiu em seus conterrâneos.

Horário de Funcionamento

Segunda a domingo, das 06h ás 22h.

Endereço e contato

Av. Sete de Setembro com Jonathas Pedrosa.

e-mail: pjeffersonperes@culturamazonas.am.gov.br

dppc@culturamazonas.am.gov.br

Telefone:(92) 3631-6512

Diretor Departamento de Praças Culturais: José Luis Almeida dos Santos

Jonas Wesen – Gerente

Antônio de Oliveira Machado – Gerente

Estacionamentos

O Parque possui estacionamento gratuito para os visitantes, com 110 vagas disponíveis, sendo 70 vagas no estacionamento da Rua Jonathas Pedrosa e 40 no estacionamento da Rua Lima Bacuri.

Estrutura Técnica

Banheiros disponíveis para visitantes gdfhgdfghdfgdf

Banheiros disponíveis para visitantes

Fotos permitidas, somente sob orientação

Fotos permitidas, somente sob orientação

Acessibilidade para deficientes físico

Acessibilidade para deficientes físico, visual e auditivo

Localização

[postcategoria categoria=’Parque Senador Jéfferson Péres’]

Loading
Center map
Tráfego
De bicicleta
Transit
Google MapsComo chegar