PE

HISTÓRICO 

A Pinacoteca do Estado do Amazonas surgiu quando o artista plástico Moacir Andrade sentiu que os artistas amazonenses não tinham o seu espaço. Conversando em 1954 com o historiador amazonense Arthur Cézar Ferreira Reis, apresentou sua ideia de criar um ambiente onde os artistas pudessem expor suas obras de forma permanente.

Moacir Andrade e os demais artistas puderam concretizar seu sonho em 1964, quando Arthur Reis fora nomeado Governador do Estado do Amazonas.

A Pinacoteca foi institucionalizada através da Lei n.º 233, de 18 de junho de 1965 e sua primeira sede localizava-se em um salão da ala direita da Biblioteca Pública.  Possuía em seu acervo cerca de 90 obras de arte que retratavam as técnicas de artistas de todo o Brasil, como: pintura a óleo, bico de pena, xilogravuras e talhas.

Eram sediados no espaço cursos de desenho (Manoel Borges), pintura (Moacir Andrade), história da arte e xilogravura (Álvaro Páscoa). Vale ressaltar a atuação de Álvaro Páscoa como professor da pinacoteca, responsável por formar toda uma geração de artistas plásticos contemporâneos como Hahnemann Bacelar, Enéas Valle, Zeca Nazaré, Van Pereira, Thyrso Muñoz e Jair Jacqmont. Este último viria tornar-se diretor da instituição na década de 1990.

Em 1992, a pinacoteca foi transferida para o Centro de Artes da Usina Chaminé com o prédio já reformulado e tendo como diretor o artista plástico Jair Jacqmont, Além da realização de inúmeras exposições de artistas locais e nacionais a pinacoteca continuou contribuindo para formação de novos talentos, promovendo cursos de artes plásticas.

Já em 2000, a Pinacoteca passou a integrar o Complexo Cultural Palácio Rio Negro, e foi transferida para o pavimento superior da Vila Ninita, com projeto de curadoria do artista plástico Oscar Ramos. Atualmente a Pinacoteca é dirigida pelo Departamento de Museus por Maria Nazarene Maia, com a curadoria de Lilian Fraiji.

A partir de 2009 passou para sua nova sede no Palacete Provincial – local totalmente revitalizado com cinco Museus da Secretaria, compondo o cenário do prédio.

ACERVO DO ESPAÇO

A Pinacoteca do Amazonas possui um acervo composto por mais de mil peças de técnicas variadas, abrangendo a produção artística brasileira entre os séculos XIX e XX, com ênfase especial nos artistas amazonenses. Promove exposições permanentes e temporárias e organiza eventos culturais diversos.

 Entre as exposições presentes no espaço estão “Luz – Panorama das artes plásticas no Amazonas”, “Presença e Ausência de Luz” e “Luz e Movimento”, com cerca de 200 obras de artes expostas em dois salões.

Endereço e contato

Praça Heliodoro Balbi, s/n – Centro.

E-mail: pinacoteca@culturamazonas.am.gov.br ou demus@culturamazonas.am.gov.br

Tel/Fax: (92) 3631-6047

Horário de Funcionamento

Estrutura Técnica

Não é permitido fazer fotos (somente com autorização)

Fotos somente com autorização da Assessoria de Comunicação

Guias para visita

Visitas guiadas

Banheiros disponíveis para visitantes gdfhgdfghdfgdf

Banheiros disponíveis para visitantes

Acessibilidade para deficientes físico

Acessibilidade para deficientes físico, visual e auditivo

Lanchonete disponível

Lanchonetes disponíveis

Localização

Loading
Center map
Tráfego
De bicicleta
Transit
Google MapsComo chegar