Projeto Verão na Praça chega ao fim neste domingo (1°/10) com diversas atrações

Publicado em: sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Primeiro fim de semana do mês de outubro encerra a iniciativa que foi sucesso de público durante os meses de julho, agosto e setembro.

Lançada no mês de julho pelo Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, a atual edição do projeto Verão na Praça chega ao fim neste domingo (1°/10), com saldo positivo de público e atingindo o seu objetivo inicial: a valorização do espaço do Centro Cultural Largo de São Sebastião e do Parque Rio Negro por parte da população manauara. Cerca de 20 mil pessoas puderam respirar cultura durante três meses, a cada fim de semana, em frente ao Rio Negro e ao Teatro Amazonas.

“Concebemos inicialmente o Verão na Praça como uma programação de férias para as crianças nos fins de semana de julho. Mas a recepção da população foi tão boa, que resolvemos estender a programação até outubro. O resultado foi espetacular”, afirma o secretário de Estado de Cultura, Robério Braga.

E para encerrar o projeto com chave de ouro, a programação inicia ás 17h30, como de costume, nas escadarias do Teatro Amazonas – área conhecida como Lira –, com o Coral Infantil do Liceu de Artes e Ofícios Claudio Santoro, que, sob regência de Hugo Pinheiro, apresenta o espetáculo Clássicos da Animação Infantil. A partir de 18h15, os alunos de Dança do Liceu apresentam a coreografia Distrito 78.

Na rampa do Teatro, na área da rua José Clemente, os alunos de Desenho do Liceu Claudio Santoro e o caricaturista Regi exibem seus traços artísticos ao grande público, sempre a partir de 17h30. Junto a eles, o perna-de-pau Hora Certa diverte a população em cima de suas grandes pernas de madeira, a partir das 18h.

Em frente à Casa das Artes, leitores de todas as idades podem desfrutar da Estação da Leitura do programa Mania de Ler, com a Biblioteca Volante e o Banco do Livro, além da Mediação de Leitura, onde alguém poderá se propor a auxiliar a leitura infantil.

E, em toda a extensão da rua José Clemente, as crianças poderão exercitar o corpo com as brincadeiras tradicionais infantis de pula-corda, macaca, elástico e pebolim. No mesmo local, o ventríloquo Odney e o boneco Luizinho e o mágico William Reis divertem o público contando seus causos e histórias e aprontando seus truques.

Para encerrar, às 19h, o Balé Experimental do Corpo de Dança do Amazonas apresenta o espetáculo Plutão (Já foi planeta). Concebido por Rodrigo Vieira, a coreografia é baseada no poema Tempo de Uiaúa, do escritor amazonense Aníbal Beça, integrando o projeto Alma de Um Poeta, do Balé Experimental.

E os apreciadores da arquitetura da Belle Époque manauara também já podem ficar animados! As obras de limpeza e conservação do Monumento à Abertura dos Portos, iniciadas no dia 31 de agosto, já foram concluídas, e já neste fim de semana a obra poderá ser vista em todo o seu esplendor, após a retirada da tapumagem e dos andaimes.

Produção amazonense na grande tela – O público também poderá conferir o último dia da Mostra de Audiovisual no Centro Cultural Palácio da Justiça, às 17h, com uma retrospectiva do Amazonas Film Festival. No Palácio, serão exibidas produções como Geysislaine, Meu Amor, dos alunos do Liceu Claudio Santoro; A Lista, de Rod Castro e Leo Mancini; e Cachoeira, de Sérgio Andrade.

Já no Largo de São Sebastião, próximo à Banca de Revista, serão exibidos os filmes Chá das Cinco, de Wander Luís; Manjara, de Renan Carvalho; Senão, de Moacy Freitas; e o desenho animado A Última Balada de El Manchez, de Leonardo Mancini.

Circuito de Artes Visuais – Ainda no domingo, o público também poderá conferir o último dia de exposições do Circuito de Artes Visuais, na Casa das Artes, no Museu Casa Eduardo Ribeiro, na Galeria do Largo e no Centro Cultural Palácio da Justiça, também a partir das 17h. A população também poderá apreciar a arte em graffiti nos tapumes da Santa Casa de Misericórdia, de autoria de Alessandro Hipz, Deborah Erê, Emerson Soft, Flávio Tial, Jarbas Lobão, Marcos Sonek, Raiz Campos, Rogério Arab, Thaizis Isy e Valnei Choke.